Revista de Cultura

Search
Close this search box.

Revista de Cultura

Search
Close this search box.

100

…E eis que a Littera 7 chega à sua centésima publicação!

Quando idealizamos o projeto no final de 2022 e o lançamos em 1º de janeiro de 2023, pensamos em um espaço para que autoras e autores se sentissem livres e à vontade para enviar seus trabalhos, em qualquer formato, a fim de se expressarem da maneira que lhes parecesse mais apropriada, sempre buscando tratar os artistas com a celeridade e o respeito que merecem.

Sabíamos desde o início que no Brasil a cultura não é especialmente valorizada pelos meios de comunicação hegemônicos (veja-se a constante redução de espaço para a divulgação de produções artísticas). O que não sabíamos então, e que nos foi de grande e positiva surpresa, foi o enorme interesse e a grande vontade de enviar textos, imagens e vídeos para análise e publicação na Littera 7! As publicações foram as mais variadas: poesias, contos, trechos de romance, resenhas, fotografias, clipe de música, ensaios filosóficos, ensaios críticos… Vimo-nos diante de uma grande plêiade de produções artísticas, o que muito nos anima e incentiva a continuar o projeto.

Assim, o principal agradecimento vai às autoras e aos autores que contribuíram para que a Littera 7 chegasse no ponto em que se encontra hoje: nosso muito obrigado a todos vocês!

Também sabemos que, além de pouco entendida e menosprezada, por razões que não nos cabe descrever aqui, a arte é vista como uma vocação, uma atividade que “deve” ser enxergada dissociada da reflexão sobre a sociedade em que se vive (para não falar em compensação financeira!), um mero “entretenimento” para as horas de descanso do trabalho exaustivo. Sim, a arte pode ser isso, mas ao bom observador é mais: é uma maneira de travar um diálogo, por vezes combativo, com o presente tendo em vista um futuro modificado, mais compreensivo, mais tolerante, mais humano. Algumas das publicações desses primeiros meses de existência da Littera 7 apontam para esse caminho e, por isso, os editores sentimos como fazendo parte, de mãos dadas, de um esforço comum.

Devido a essa excelente recepção, ficamos ainda mais animados a dar continuidade ao projeto, que já é coletivo. Estamos preparando algumas novidades para os próximos meses e já há muitas publicações na fila (que, felizmente, só cresce!). Se, por vezes, há alguma demora no ritmo de publicações é porque os editores tocam o projeto junto às suas intensas atividades de pesquisa e produção: por isso pedimos perdão, mas procuramos atender individualmente a cada um de vocês a fim de que se sintam acolhidos e valorizados em seu trabalho, embora a Littera 7, por ser um projeto pessoal, não possa (ainda!) oferecer remuneração pelas produções, o que seria justo (nós também não a recebemos!).

Por fim, e novamente, agradecemos aos artistas e críticos que nos enviaram seus trabalhos, suas produções e suas angústias: temos plena consciência de que se investem tempo de vida e energia em algo que não traz retorno financeiro imediato, mas que também vai além. Essa é nossa maior rebeldia!

Compartilhe: